Sua Página
05/12/2023 às 15h36min - Atualizada em 05/12/2023 às 15h36min

Voluntariado: uma maneira de fazer a alma sorrir

Elisabete Waller, presidente do Conselho de Administração do ChildFund Brasil

Jéssica Amaral - DePropósito Comunicação de Causas
Elisabete Waller Divulgação - ChildFund Brasil

O voluntariado é uma prática de participação cívica e solidária, sem remuneração, em benefício de causas ou pessoas e pode abranger diversas atividades, como a cultura, a educação, o ambiente, o desporto, entre outras. O voluntário é quem se compromete livre e responsavelmente a realizar ações de voluntariado numa organização, de acordo com as suas aptidões e tempo livre.

Ser voluntário é uma forma de exercer a cidadania e contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e solidária; é encontrar uma causa social que mude a forma como você encara as coisas e traga um novo sentido para sua vida. É fazer o bem e impactar a vida de muitas pessoas. É viver uma experiência única e que muda definitivamente a vida de milhares de pessoas todos os dias. É se tornar uma pessoa mais humanizada.

A prática do voluntariado vem crescendo de forma exponencial no Brasil, fazendo com que as pessoas entendam melhor o seu papel na sociedade. No ano passado, segundo o IBGE, o voluntariado no Brasil atingiu o marco com mais de 7 milhões de pessoas dedicando seu tempo a causas diversas. E eu sou muito feliz por ser voluntária no ChildFund Brasil, uma organização sem fins lucrativos presente no país há 57 anos e reconhecida por transformar a vida de milhares de pessoas ao longo desse período, garantindo uma governança estruturada, forte e transparente. O time de governança conta com 42 pessoas; são executivos e executivas de mercado que dedicam parte do seu tempo ao voluntariado.

Ser voluntário no ChildFund Brasil é uma maneira de ajudar a transformar a vida de crianças, adolescentes, famílias e comunidades em situação de vulnerabilidade, privação e exclusão. Além de impactar positivamente milhares de vidas que tanto necessitam de apoio, é fazer sorrir a alma de quem se dedica um pouco a cada dia em prol da transformação social. Hoje, o ChildFund Brasil possui aproximadamente 1.500 voluntários em todo o país que contribuem significativamente com o propósito de transformar vidas.

A organização foca 100% nas três dimensões do ESG, do qual o E (Ambiente) contribui para gerar melhores oportunidades de vida em diversas comunidades do país; o S, de Social, é a base de toda a transformação que o ChildFund imprime e o G, de Governança, é o que permite foco, transparência e qualidade da brilhante atuação nesses territórios.

Todo o trabalho realizado pelo ChildFund Brasil está totalmente conectado com dez dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. São eles: 1. Erradicação da pobreza; 2. Fome zero e agricultura sustentável; 3. Saúde e bem-estar; 4. Educação de qualidade: 5. Igualdade de gênero; 6. Água potável e saneamento; 8. Trabalho decente e crescimento econômico; 10. Redução da desigualdade; 16. Paz, justiça e instituições eficazes; 17. Parcerias e meios de implementação.

Ser voluntária do ChildFund é fazer a minha alma sorrir porque é algo que amo fazer. As iniciativas da organização transformam vidas de milhares de famílias e transforma a minha vida também. Já são 14 anos, quando comecei no Comitê de Tecnologia. E, hoje, presido o Conselho de Administração, posição da qual me alegro muito e me esforço para cumprir com a missão do ChildFund Brasil: fazer com que crianças tenham mais dignidade em suas vidas e alcancem o seu potencial. E, assim, espero continuar com essa atuação por toda a minha vida.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://thesouth.com.br/.