Sua Página
15/01/2024 às 15h01min - Atualizada em 15/01/2024 às 15h01min

Audi comercializa quase 2 milhões de veículos em 2023 e reforça estratégia global de eletrificação

Comunicação Audi do Brasil
Imagens - Divulgação

São Paulo, 15 de janeiro de 2024 – A Audi AG comercializou cerca de 1,9 milhão de veículos em 2023. Entre os destaque estão as vendas de mais de 178 mil veículos totalmente elétricos, um aumento de 51% em comparação com 2022. O desempenho positivo reflete a crescente demanda por esses veículos e servirá como base sólida para 2024, um ano desafiador e com o foco na eletromobilidade. O próximo passo nesta estratégia de eletrificação será a estreia mundial do Audi Q6 e-tron.

“A Audi é uma marca forte e tem um foco claro no futuro elétrico”, afirma o CEO da Audi, Gernot Döllner. “A alta demanda por nossos modelos serve como um ponto de partida robusto para o novo ano.

Ao mesmo tempo, reconhecemos que 2024 será um ano desafiador devido ao aumento da concorrência e às incertezas econômicas globais. Isto reforça a importância de seguir um plano claro que enfrente estes desafios e se concentre na rentabilidade dos nossos veículos. Em 2024 e 2025, também fortaleceremos e rejuvenesceremos o nosso portfólio com inúmeros novos modelos. O foco estará em nossos carros elétricos e inovadores. Também estamos dando à marca um posicionamento robusto para os próximos anos, com uma geração inteiramente nova de modelos com motores a combustão e híbridos plug-in”, conclui.

Em 2023, a Audi aumentou as suas vendas em todas as regiões do mundo e apresentou um crescimento superior ao mercado geral. O crescimento da demanda de modelos totalmente elétricos, em particular, confirma a consistente estratégia de eletrificação da empresa. No Brasil, a marca das quatro argolas cresceu 18,9% as suas vendas em 2023 na comparação com 2022. O resultado foi puxado pelo modelo Audi Q5, que teve uma alta de 38% em 2023 em relação ao ano anterior. 

Desempenho positivo de vendas na Europa, EUA e China

“Conseguimos aumentar as vendas em mais de 17% em 2023”, afirma Hildegard Wortmann, membro do Conselho de Administração de Vendas e Marketing da Audi AG.

“Isto foi possível graças aos esforços da nossa equipe global e dos nossos concessionários parceiros em todo o mundo – obrigado pelo desempenho impressionante! Assistimos a um forte crescimento, especialmente nos nossos principais mercados, a Europa, os EUA e a China, ao mesmo tempo que continuamos a acelerar a eletrificação. Estamos colocando nossa estratégia nas estradas e permitindo que cada vez mais clientes experimentem a eletromobilidade”, acrescenta.

A demanda por modelos elétricos é elevada: em 2023, a Audi comercializou mais de 178 mil veículos totalmente elétricos (+51%). Houve uma demanda particularmente intensa pelo Audi Q4 e-tron (+112%). A Audi continuará a impulsionar essa transformação em 2024. A estreia mundial do Audi Q6 e-tron, também marca a estreia da nova Plataforma Elétrica Premium (PPE), que foi desenvolvida especificamente para modelos elétricos. Outros lançamentos de modelos seguirão o Audi Q6 e-tron.

Com a melhoria da situação de fornecimento de itens e peças, a Audi conseguiu atender melhor a crescente demanda por modelos de todo o seu portfólio no ano passado. Além dos modelos totalmente elétricos da marca, o Audi Q5 (332 mil unidades), o Audi A6 (267 mil unidades) e o Audi A4 (237 mil unidades) foram particularmente populares.

A Audi Sport comercializou cerca de 48 mil veículos de alto desempenho em todo o mundo, um aumento de 5% em comparação com o ano anterior. Na Europa, foram entregues cerca de 748 mil veículos (+20%). Os modelos totalmente elétricos tiveram o crescimento mais forte (+30%), com o Audi Q4 e-tron liderando (+68%).

A Audi expandiu a sua forte posição na Alemanha, aumentando as entregas no mercado doméstico da marca em mais de 17%, para mais de 252 mil veículos. As entregas de modelos totalmente elétricos aumentaram cerca de 13%, para 32 mil unidades.

A Audi enxerga os Estados Unidos como um mercado futuro com grande potencial de crescimento. E os números de 2023 comprovam isso. Com cerca de 229 mil unidades vendidas (+22%), o ano passado foi o melhor ano de vendas da marca no país até agora. A procura foi especialmente elevada para modelos totalmente elétricos, com as vendas crescendo cerca de 55%, para 25 mil unidades vendidas.

A Audi também teve um aumento de vendas no importante mercado da China: a empresa vendeu um total de mais de 729 mil carros para clientes na China e Hong Kong, alta de mais de 13% na comparação com o ano anterior.

Em todos os outros mercados mundiais, a Audi comercializou cerca de 190 mil veículos (+19%) em 2023. Destes mercados, Argentina (+109%), Índia (+90%), México (+32%) e Austrália (+29%), por exemplo, apresentaram um crescimento expressivo.

 

 

Mercado

 

 

2023

 

2022

 

Variação

Mundo

1,895,240

1,614,231

+17.4%

Europa

747,619

624,498

+19.7%

Alemanha

252,060

214,678

+17.4%

Reino Unido

137,489

110,193

+24.8%

França

49,803

44,098

+12.9%

Itália

66,578

55,889

+19.1%

Espanha

40,761

35,245

+15.7%

Estados Unidos

228,550

186,875

+22.3%

México

13,109

9,905

+32.3%

Brasil

6,642

5,587

+18.9%

China + Hong Kong

729,042

642,548

+13.5%

 

Audi no Brasil - 30 anos

A Audi celebra 30 anos no Brasil em 2024, uma trajetória repleta de desafios, superações e conquistas. A primeira aparição no país ocorreu em 1992, no Salão do Automóvel de São Paulo, com o sedã Audi 100. No ano seguinte, o eterno ídolo Ayrton Senna se tornou o representante oficial da marca em solo nacional, com a Senna Import. Em 1994, os cobiçados veículos da montadora começaram a ser comercializados oficialmente por aqui e logo ganharam as ruas do país, com tecnologias inéditas e dinâmica de condução sem precedentes.

Nestes 30 anos, a Audi trouxe para o Brasil tecnologias inéditas como o pioneiro sistema de iluminação Audi LED Matrix e a carroceria formada majoritariamente por alumínio no elegante Audi A8.

Nestas três décadas de história, a marca trouxe modelos marcantes ao Brasil. Entre os mais vendidos estão o Audi A3, Audi Q3 e Audi Q5.

A Audi do Brasil é também uma das pioneiras a incentivar a mobilidade sustentável, com veículos elétricos e livre de emissões de poluentes. A marca já investiu R$ 87 milhões na infraestrutura de carregadores elétricos em todo o país, além de oferecer infraestrutura de recarga em mais de 40 concessionárias no território nacional.

Atualmente, a Audi se consolidou como uma das marcas mais desejadas do Brasil, estando presente com a sua sede administrativa em São Paulo (SP), terminal logístico, em Vinhedo, e a fábrica de veículos em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba (PR).

Comunicação Audi do Brasil

www.audi-imprensa.com.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://thesouth.com.br/.