Sua Página
31/10/2023 às 13h46min - Atualizada em 31/10/2023 às 13h46min

Como a arquitetura pode melhorar a produtividade da sua empresa

Especialistas dão dicas para um ambiente corporativo mais acolhedor, humanizado e relaxante, características da neuroarquitetura

Pérola dos Tapetes, empresa especializada em decoração corporativa.
Plantas trazem a natureza para dentro do escritório e aumentam o bem-estar Freepik



As cores que usamos nas paredes, os revestimentos, a disposição dos móveis, a utilização de plantas e a iluminação de um ambiente influenciam o bem-estar, a saúde mental e podem até aumentar a produtividade no trabalho. A pesquisa ‘O Impacto Global do Design Biofílico no Local de Trabalho’, feita pelo professor de Psicologia das Organizações e da Saúde da Universidade de Lancaster, Cary Cooper, mostrou que os locais de trabalho que incorporam elementos naturais em sua decoração apresentam níveis de produtividade 6% mais altos. O estudo, que ouviu 7.600 empregados de 16 países, concluiu que espaços com elementos naturais aumentam em até 15% a sensação de bem-estar e a criatividade. “Cada vez mais empresas estão considerando os ensinamentos da neuroarquitetura na elaboração dos projetos porque os ganhos em qualidade de vida e produtividade são notórios”, explica Franklin Delgado, CEO da A Pérola dos Tapetes, empresa especializada em decoração corporativa.

É possível transformar um ambiente usando elementos da natureza, cores, revestimentos e móveis adequados. “A arquitetura é capaz de ativar todos os nossos sentidos ao mesmo tempo, se tornando uma experiência extremamente rica e cinestésica atuando diretamente em nosso comportamento e percepção. Através dela passamos valores, conceitos e mensagens de todos os tipos. Prédios podem nos deprimir, nos alegrar, nos aliviar”, explica o arquiteto Luciano Imperatori, da HI Arq. Arquitetura e Urbanismo.


Critério nas cores
As cores despertam emoções. Amarelo, por exemplo, remete a confiança, otimismo e criatividade; azul traz harmonia e calma; verde, equilíbrio e paz, e o branco remete a tranquilidade. “Com o crescimento urbano, nos distanciamos dos meios naturais, fazendo com que o nível de ansiedade geral da sociedade tenha se elevado. Isto ocorre porque temos em nosso cérebro o registro de nossa evolução e o meio natural era a nossa casa até pouco tempo atrás. Por isso sentimos conforto quando a luz natural entra nos ambientes, quando respiramos ar puro, entramos no mar, tocamos a madeira ou pisamos na grama. Com a evolução das pesquisas em neuroarquitetura, há uma busca pelo resgate destes elementos e destas sensações através da elaboração dos espaços de trabalho e convívio”, comenta o arquiteto.

Conforto e concentração
Outros fatores importantes para aumentar o bem-estar por meio da decoração são a iluminação natural e o conforto térmico e acústico. “Por isso o uso de carpetes é tão indicado para ambientes corporativos: eles trazem a sensação de aconchego, são isolantes térmicos e acústicos, fatores que ajudam a melhorar a concentração”, ressalta Delgado, especialista em projetos corporativos.


Sem bagunça
Outros aspectos que contribuem para aumentar a produtividade são a organização e ergonomia dos móveis. Mesas, cadeiras e bancadas devem ter a altura correta e regulagens que permitam o ajuste para vários tipos físicos. Manter um ambiente organizado, além de facilitar a rotina, evita distrações e estresse.  


Descompressão
Espaços corporativos, de comércio, de lazer e as habitações mudaram ao longo dos anos e mesclam elementos arquitetônicos que antes eram impensáveis. “Por isso, hoje podemos ver grandes escritórios com ‘playgrounds’ de adultos, hortas comunitárias ou espaços de trabalho em cafés. O traço comum de todos é a busca por elementos, cores e materiais que nos remetem aos espaços naturais, criando paisagens internas e externas”, completa o arquiteto.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://thesouth.com.br/.