Sua Página
22/11/2023 às 20h50min - Atualizada em 22/11/2023 às 20h50min

Florianópolis recebe, de 23 a 25 de novembro, o Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva (CBMI), com inovações como a tecnologia 2.0 da brain4care

No CBMI, a healthtech brasileira demonstra, em primeira mão, a tecnologia 2.0 de monitorização não invasiva da pressão e complacência intracraniana. Além de fornecer um importante indicador da saúde neurológica do paciente neurocrítico, a tecnologia contribui com a pertinência dos cuidados, aspecto importante no cenário da saúde em que 53% dos custos de assistência são consumidos por desperdícios causados por falha na entrega de valor

Divulgação - brain4care
Tecnologia 2.0 brain4care fornece um sinal da saúde neurológica e contribui com a pertinência dos cuidados Divulgação/brain4care

Florianópolis (SC) recebe de 23 a 25 de novembro, o XXVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva (CBMI), realizado pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). No evento, a healthtech brasileira brain4care, demonstra, em primeira mão, a tecnologia 2.0 de monitorização não invasiva da pressão e complacência intracraniana. A terceira geração da tecnologia foi aprovada pela Anvisa e traz uma série de aperfeiçoamentos, desenvolvidos a partir dos feedbacks dos clientes, entre eles, hospitais, clínicas e consultórios conectados com inovação em saúde.

A tecnologia brain4care é reconhecida como disruptiva porque antes dela, a obtenção de dados sobre a pressão intracraniana só era possível por meio de procedimentos invasivos, cujo padrão ouro consiste  na inserção cirúrgica de um cateter na caixa craniana do paciente. Com a brain4care,  a equipe médica têm acesso a informações da pressão e complacência intracraniana por meio de um sensor posicionado externamente na cabeça do paciente. Esse dispositivo capta as mínimas movimentações da caixa craniana e as transmite para a cloud da brain4care, onde algoritmos consolidam as informações em gráficos e relatórios, transmitidos em minutos para a equipe médica, que pode visualizá-los em um dispositivo (um tablet ou um smartphone, por exemplo) conectado à internet. Com isso, o médico  tem acesso rápido a um indicador da saúde neurológica do paciente.

Em relação à geração anterior, a tecnologia 2.0 da brain4care reúne uma série de aperfeiçoamentos voltados, principalmente, a melhorar a experiência dos usuários e aumentar a efetividade. Entre os novos atributos estão: instalação rápida e amigável; fácil posicionamento do sensor no paciente; banda de fixação do sensor adaptável a diferentes perímetros da cabeça para uso em adultos e crianças; alcance sem fio de 10 metros; carregamento wireless; autonomia para 10 horas contínuas de monitorização; guia inteligente que gera indicadores luminosos se o dispositivo for posicionado muito solto em torno da cabeça do paciente (alerta amarelo), muito apertado (vermelho), corretamente (branco); bluetooth 5.0; aplicativo compatível com plataformas Android e iOS (versão superior a 3.1).

Pertinência dos cuidados

Distúrbios neurológicos graves, associados à hipertensão intracraniana se manifestam por meio de sintomas comuns, tais como cefaleias, tonturas e náuseas, a dificuldade diagnóstica leva a realização de maior número de exames e uma jornada mais longa do paciente até o desfecho.  A tecnologia brain4care aponta se os sintomas do paciente na UTI são sugestivos de hipertensão intracraniana; a condição e a evolução da hipertensão e da complacência intracraniana ao longo do tempo; e os riscos neurológicos.

Com isso, contribui para aumentar a pertinência dos cuidados, com a indicação de procedimentos e exames de modo mais assertivo, reduzindo riscos de lesões cerebrais secundárias e de morte encefálica. O médico tem mais subsídios para identificar o momento da alta segura, além de elevar os níveis de neuroproteção dos pacientes na UTI. A pertinência nos cuidados é um fator cada vez mais relevante para o paciente e para o sistema de saúde.  Levantamento realizado na base de dados da plataforma Valor Saúde em 2021 mostrou que 53% dos custos de assistência são consumidos por desperdícios causados por falha na entrega de valor. A conclusão foi que a correção desses problemas permitiria realizar 2,16 milhões de atendimento a mais com o mesmo número de leitos, beneficiando 8,25 milhões de brasileiros. Tecnologias como a brain4care navegam alinhadas a vencer esse desafio.

Presente em diversas áreas do congresso

Além do estande, onde a brain4care demonstra a tecnologia 2.0,  a monitorização não invasiva da pressão e complacência intracraniana estará em outras áreas do evento.  Estará no Amib em Cena - Estação Neuro, onde são realizados exercícios de resolução de casos clínicos do universo da medicina intensiva por meio de simulações realísticas. Também na UTI Escape Room, onde os participantes vivenciam vários desafios clínicos  no ambiente da UTI em exercícios práticos gamificados que incluem a aplicação de diferentes técnicas e tecnologias.

Sobre a brain4care

A brain4care é uma healthtech brasileira que desenvolve e oferta tecnologia pioneira de monitorização não invasiva das variações de pressão (PIC) e complacência (CIC) intracraniana. Seu dispositivo wearable (um sensor posicionado na cabeça do paciente com uma banda de fixação) é conectado a uma plataforma analítica que gera um relatório com informações adicionais que auxiliam na qualificação do diagnóstico, orientação da terapêutica e indicam a evolução de distúrbios neurológicos.  Fundada em 2014 por Sérgio Mascarenhas e acelerada no Vale do Silício pela Singularity University (2017), a healthtech conta com liberação da tecnologia pela Anvisa (2019), no Brasil — onde está presente em mais de 60 clínicas e hospitais —, pela FDA (2021), nos Estados Unidos, e se move em direção a expansão no mercado internacional. A tecnologia brain4care conta com mais de 70 artigos e estudos científicos publicados em centros renomados e possui escritórios em São Carlos, São Paulo e Atlanta. Para mais informações, visite: https://brain4.care/ 

Serviço:

XXVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva

https://cbmi2023.amib.org.br/cbmi2023

 

De 23 a 25 de novembro de 2023

Centro Sul - Centro de Convenções de Florianópolis

Av. Gov. Gustavo Richard, 850 - Centro, Florianópolis (SC)

Estande brain4care  no 44

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://thesouth.com.br/.