Sua Página
28/11/2023 às 16h23min - Atualizada em 28/11/2023 às 16h23min

Em 5 anos, Motorola investe R$ 500 milhões em P&D na Amazônia

Universidade Federal de Manaus recebe 4 novos laboratórios de pesquisa e uma nova plataforma de ensino para complemento da educação

Motorola - RPMA Comunicação
Divulgação - RPMA Comunicação
São Paulo, 28 de novembro de 2023 – Nos últimos 5 anos, a Motorola investiu mais de R$ 500 milhões em parcerias com Universidades e Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs) da chamada região Amazônica Ocidental (Amazonas, Acre, Amapá e Rondônia). Essa verba é contrapartida da Lei da Informática, aportada desde 2018, quando a marca começou a desenvolver projetos de P&D na região. Já são 14 laboratórios implementados, mais de 500 alunos capacitados, cerca de 50 projetos desenvolvidos, além de 40 publicações científicas.


E hoje a Motorola anuncia a parceria com a Universidade Federal de Manaus, que vai incrementar e fortalecer o desenvolvimento de projetos de inovação e a formação de estudantes do pólo tecnológico do Estado do Amazonas. Com o acordo, a empresa aportou R$ 25 milhões na expansão do prédio do Instituto de Computação da UFAM, com 8 novas salas de aula e 4 laboratórios de pesquisa.

A Motorola também lança hoje a plataforma PWR2LEARN, um hub que centraliza um conjunto de cursos de extensão e capacitação em tecnologia envolvendo diversas universidades de ponta em todo o País - atendendo mais de 500 alunos de graduação e pós-graduação (mestrado e doutorado).

Os alunos e professores da UFAM, bem como profissionais do mercado, serão beneficiados com equipamentos e recursos de última geração, que irão auxiliar na realização de projetos de pesquisa, treinamentos e capacitações, estimulando o desenvolvimento de tecnologias inovadoras, primando pela formação técnica com conhecimentos avançados e especializados em tecnologias estratégicas de interesse do mercado. 

Os laboratórios incluem áreas dedicadas à pesquisa em câmera e performance, segurança da informação, detecção de invasão de aparelhos, entre outros projetos. Os espaços foram projetados com cerca de 100m² de área útil, estão distribuídos em quatro andares.

Em 2017, a Motorola deu início à produção de celulares em Manaus, complementando sua operação da fábrica de Jaguariúna e consolidando sua presença no mercado brasileiro. No início de 2018, iniciou projetos de pesquisa na Amazônia Ocidental em colaboração com instituições públicas e privadas.

“Os esforços representam não apenas um avanço nas operações da Motorola na região, mas também destacam o compromisso da empresa com a inovação, com a pesquisa colaborativa, com o desenvolvimento de recursos humanos de alta qualidade”, afirma Rodrigo Vidigal, presidente da Motorola do Brasil.

 

Investimentos da Motorola em P&D no Brasil

As iniciativas da Motorola em Pesquisa & Desenvolvimento começaram em 1997, um ano após a inauguração do campus da empresa no Brasil, em Jaguariúna (SP), com a identificação das necessidades locais e a formação de profissionais capacitados, em parceria com universidades. Nos últimos dez anos, a Motorola já investiu cerca de R$ 3 bilhões no País e implementou processos e obteve certificações internacionais, criando centros de competência em vários segmentos dentro do universo de telecomunicações. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://thesouth.com.br/.